Defesa de Witzel recorre após STF rejeitar pedido para volta do político ao governo do RJ

A defesa do governador afastado Wilson Witzel recorreu da decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal que negou a volta do político ao cargo no Rio de Janeiro. Os advogados querem que a pauta seja decidida pelos ministros de forma colegiada ou então uma reconsideração da decisão de Fachin

Governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel 28/08/2020
Governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel 28/08/2020 (Foto: REUTERS/Pilar Olivares)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A defesa do governador afastado Wilson Witzel (PSC) recorreu da decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que negou a volta do político ao cargo no Rio de Janeiro. A reportagem é do portal G1. 

Os advogados de Witzel querem que a pauta seja decidida pelos ministros de forma colegiada ou então uma reconsideração da decisão de Fachin. O recurso foi apresentado na última quinta-feira (1º), acrescenta a reportagem.

"Há, portanto, inequívoca ilegalidade da decisão que determinou o afastamento do governador, legitimamente eleito nas urnas por conta, no mínimo, da sonegação do contraditório", afirmaram os advogados de Witzel no pedido. "Daí a necessária concessão de medida liminar para suspender os efeitos do ato coator e, no mérito, a concessão da ordem para cassar o ato", concluíram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247