Defesa pede transferência de Cabral para presídio da Lava Jato no Rio

A defesa do ex-governador do Rio Sérgio Cabral (MDB) oficializou o pedido para que ele saia de Bangu 8, onde está atualmente; "[Cabral] terá a sua integridade física exposta à retaliação de detentos milicianos e ex-policiais que ajudou a punir durante o seu mandato, como aconteceu na primeira vez em que esteve internado naquele xadrez", diz advogado Rodrigo Roca

A defesa do ex-governador do Rio Sérgio Cabral (MDB) oficializou o pedido para que ele saia de Bangu 8, onde está atualmente; "[Cabral] terá a sua integridade física exposta à retaliação de detentos milicianos e ex-policiais que ajudou a punir durante o seu mandato, como aconteceu na primeira vez em que esteve internado naquele xadrez", diz advogado Rodrigo Roca
A defesa do ex-governador do Rio Sérgio Cabral (MDB) oficializou o pedido para que ele saia de Bangu 8, onde está atualmente; "[Cabral] terá a sua integridade física exposta à retaliação de detentos milicianos e ex-policiais que ajudou a punir durante o seu mandato, como aconteceu na primeira vez em que esteve internado naquele xadrez", diz advogado Rodrigo Roca (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio 247 - A defesa do ex-governador do Rio Sérgio Cabral (MDB) oficializou o pedido para que ele seja transferido de Bangu 8, onde está atualmente, para o presídio da Lava Jato no Rio, em Benfica. De acordo com o advogado Rodrigo Roca, que defende o emedebista, o presídio de Bangu pode representar uma ameaça.

"[Cabral] terá a sua integridade física exposta à retaliação de detentos milicianos e ex-policiais que ajudou a punir durante o seu mandato, como aconteceu na primeira vez em que esteve internado naquele xadrez", escreve o advogado. Relato do G1.

O argumento usado para colocar Cabral em um presídio longe dos outros detentos da Operação Lava Jato é o de que ele é um preso sentenciado. "O pedido é para voltar para Benfica, porque é a unidade para os presos da Lava Jato e é mais próximo do Tribunal Federal", diz.

Até a última quarta-feira (11), Cabral estava em Pinhas, no Paraná, por causa de supostas regalias que estaria tendo no Rio. Promotores apontaram uma "rede de serviço e favores" montada para o ex-governador dentro da cadeia. Recentemente, foi descoberto até um "motel" dentro da unidade. 

Alguns privilégios citados foram colchões, com camas utilizadas na Rio-2016, padrão distinto dos distribuídos pela Seap; videoteca, com uma tentativa de instalação de um home theatre no presídio de Benfica; e academia (aparelhos de musculação de "bom padrão como halteres e extensores de uso exclusivo", o que não é permitido).

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247