Depois de Cabral, PMDB acredita que 'nem milagre' mantém partido no governo do Rio

O mega-esquema de corrupção no governo do Rio de Janeiro, chefiado pelo ex-governador Sergio Cabral, que está preso, e a revelação de novas irregularidades, com o pedido de prisão do empresário Eike Batista fizeram o PMDB reconhecer que não manterá o controle sobre o estado nas eleições de 2018; segundo a Coluna do Estadão deste sábado, 28, para complicar ainda mais a situação do partido é que o único político do PMDB com potencial para tentar o governo, o ex-prefeito Eduardo Paes tem sido aconselhado a mudar de legenda se quiser vencer

O mega-esquema de corrupção no governo do Rio de Janeiro, chefiado pelo ex-governador Sergio Cabral, que está preso, e a revelação de novas irregularidades, com o pedido de prisão do empresário Eike Batista fizeram o PMDB reconhecer que não manterá o controle sobre o estado nas eleições de 2018; segundo a Coluna do Estadão deste sábado, 28, para complicar ainda mais a situação do partido é que o único político do PMDB com potencial para tentar o governo, o ex-prefeito Eduardo Paes tem sido aconselhado a mudar de legenda se quiser vencer
O mega-esquema de corrupção no governo do Rio de Janeiro, chefiado pelo ex-governador Sergio Cabral, que está preso, e a revelação de novas irregularidades, com o pedido de prisão do empresário Eike Batista fizeram o PMDB reconhecer que não manterá o controle sobre o estado nas eleições de 2018; segundo a Coluna do Estadão deste sábado, 28, para complicar ainda mais a situação do partido é que o único político do PMDB com potencial para tentar o governo, o ex-prefeito Eduardo Paes tem sido aconselhado a mudar de legenda se quiser vencer (Foto: Aquiles Lins)

Rio 247 - O mega-esquema de corrupção no governo do Rio de Janeiro, chefiado pelo ex-governador Sergio Cabral, que está preso, e a revelação de novas irregularidades, com o pedido de prisão do empresário Eike Batista fizeram o PMDB reconhecer que não manterá o controle sobre o estado nas eleições de 2018. 

Segundo a Coluna do Estadão deste sábado, 28, para complicar ainda mais a situação do partido é que o único político do PMDB com potencial para tentar o governo, o ex-prefeito Eduardo Paes tem sido aconselhado a mudar de legenda se quiser vencer.

Sem falar no governo de Luiz Fernando Pezão, que tem elevado todos os impostos possíveis e atrasado salários dos servidores, para tentar estancar a crise financeira do estado. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247