Deputado bolsonarista dá roteiro do golpe em 2022: "Perder para vagabundos não aceitamos"

O deputado federal bolsonarista Daniel Silveira indicou que o agrupamento de extrema direita pretende repetir no Brasil em 2022 o que os trumpistas fizeram nesta quarta nos EUA

Daniel Silveira, Bolsonaro com Trump e invasão no congresso americano
Daniel Silveira, Bolsonaro com Trump e invasão no congresso americano (Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados | Alan Santos/PR | REUTERS/Stephanie Keith)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputado bolsonarista Daniel Silveira (PSL-RJ) indicou que a extrema direita brasileira poderá seguir o roteiro golpista de Donald Trump. Num tweet que depois apagou, o parlamentar escreveu, a pretexto de responder à cobertura da imprensa que registou a tentativa de golpe trumpista: "Errado! A manifestação demonstra a insatisfação e indignação dos cidadãos norte-americanos que tiveram seu direito de escolha fraudado e roubado. Perder na disputa, aceitamos, mas para vagabundos ladrões não!".

Veja ao final reprodução do post que Silveira apagou mais tarde:

O deputado bolsonatista ficou conhecido por uma das cenais mais marcantes da ascensão da extrema direita no país: durante a campanha eleitoral de 2018, viralizou nas redes sociais um vídeo em que  quebrava uma placa que homenageava Marielle Franco.

Mesmo apagando o tweet mais explicitamente golpista, o parlamentar de extrema direita manteve, no entanto, outro tweet, no qual reafirmou o discurso trumpista-bolsonarista de "roubo escancarado nas eleições".

Leia:

O post apagado foi este:


postagem-bolsonarista-deputado-eua-brasil-golpe
Reprodução (Twitter)

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247