Deputados do PT apoiam decisão de Haddad em não mais colaborar com a Folha

Parlamentares avaliam que jornal segue alinhado ao golpe continuado de 2016

Fernando Haddad
Fernando Haddad (Foto: REUTERS/Pilar Olivares)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Nota da bancada do Partido dos Trabalhadores – A Bancada do PT na Câmara expressa irrestrito apoio à decisão do ex-ministro Fernando Haddad, que, neste sábado (9), escreveu seu último artigo semanal no jornal Folha de São Paulo.

Fernando Haddad, candidato a presidente da República em 2018 pelo PT, foi agredido em editorial publicado pela Folha na última segunda-feira (4). O ex-prefeito de São Paulo decidiu não colaborar mais com o impresso pela linha editorial ditada pela família Frias, que mantém a sua perseguição descabida contra o Partido dos Trabalhadores e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Haddad afirma ter sido atacado pelo jornal “com expediente discursivo desrespeitoso, ao estilo bolsonarista”. O ex-ministro da Educação do Governo Lula denuncia que foi atacado pela Folha após repercutir negativamente um artigo do Estadão, sugerindo que o STF mantivesse a condenação de Lula. Segundo Haddad, a ação beneficiaria a candidatura de Bolsonaro, uma vez que o ex-presidente estaria fora da eleição de 2022.

Ainda em sua coluna deste sábado, Haddad escreveu: “(…) a Folha, em lugar de discutir ideias, prefere agredir pessoas de forma estúpida”.

A Bancada do PT na Câmara considera que parcela considerável da chamada “grande” imprensa brasileira participou do Golpe contra a democracia no País em 2016, ajudou a eleger Bolsonaro em 2018, além de apoiar as reformas que retiraram direitos dos trabalhadores e trabalhadoras brasileiros nos últimos anos.

Por isso, reafirmamos nosso incondicional apoio à decisão de Fernando Haddad, e estaremos sempre na luta por uma imprensa livre que respeite o Estado Democrático de Direito, a democracia e os direitos dos cidadãos.

Enio Verri, líder da Bancada do PT na Câmara.

Brasília, 09 de janeiro de 2021.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email