“Desculpas só não bastam, vamos até as últimas consequências”, diz codeputada que pediu impeachment do ministro da Educação

Erika Hilton, do PSOL de São Paulo, afirma que irá até o fim com a iniciativa que pede a saída de Milton Ribeiro após seu ataque aos homossexuais

Erika Hilton
Erika Hilton (Foto: Pedro Maia/Bancada Ativista)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A codeputada pela Bancada Ativista (PSOL-SP) e pré-candidata a vereadora Erika Hilton reagiu ao pedido de desculpas do ministro da Educação, Milton Ribeiro, após seu ataque aos homossexuais e afirmou que irá “até as últimas consequências” para pedir sua saída.

“Desculpas só não bastam, Ministro. Sua fala contra homossexuais incitou a violência em milhões de famílias. Vai ter que pagar. Vamos até as últimas consequências contra esse absurdo”, postou a ativista trans no Twitter na noite deste sábado (26). 

Ela protocolou um pedido de impeachment contra o ministro na última quinta-feira (24). Parlamentares homossexuais assumidos repudiaram a declaração. O deputado federal David Miranda (PSOL-RJ) afirmou que irá acionar o Ministério Público Federal, enquanto o senador Fabiano Contarato (Rede-ES) irá ao STF.

Em entrevista nesta semana, o ministro associou homossexuais a “famílias desajustadas”. Neste sábado, divulgou nota afirmando que trechos de sua fala foram tirados de contexto, o que teria gerado uma interpretação equivocada. Em seguida, pediu desculpas “àqueles que se sentiram ofendidos”.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247