Desembargadora que ofendeu Marielle é eleita para órgão que irá julgar caso da 'rachadinha' contra Flávio Bolsonaro

Desembargadora Marília de Castro Neves, condenada por ofender a memória da vereadora Marielle Franco, assassinada em 2018, irá integrar o Órgão Especial do TJ-RJ. Um dos casos que tramitam no colegiado envolve o senador Flávio Bolsonaro no escândalo das rachadinhas da Alerj

www.brasil247.com - Marília de Castro Neves e Marielle
Marília de Castro Neves e Marielle
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A desembargadora Marília de Castro Neves, condenada por ofender a memória da vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada em 2018, foi eleita para integrar o Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ). O colegiado, formado por 25 membros, é responsável por julgar ações envolvendo autoridades com foro privilegiado.  Um dos casos a serem julgados pelo Órgão Especial envolve o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), denunciado por envolvimento em um esquema de “rachadinha”, quando era deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

A desembargadora também já usou as redes sociais para manifestar apoio à eleição de Jair Bolsonaro em 2018. No mesmo ano,  poucos dias após o assassinato de Marielle, ela fez uma postagem afirmando que a vereadora “estava engajada com bandidos”. Ela foi condenada , em outubro deste ano, a pagar indenização por danos morais à família de Marielle.

Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu abrir, na semana passada, um processo administrativo disciplinar contra a desembargadora. 

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email