Doria confirma novas regras de plano de retomada em São Paulo

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou uma "calibragem técnica" do plano de retomada econômica do estado de São Paulo na pandemia do coronavírus. Para a implementação das regras o governo quer, por exemplo, atualizações na régua de indicadores de cada região do estado, especialmente da fase amarela para a verde

João Doria
João Doria (Foto: GOVSP)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta segunda-feira (27) uma "calibragem técnica" do plano de retomada social e econômica do estado de São Paulo na pandemia do coronavírus. "Estamos iniciando hoje, como todos sabem, o oitavo período de quarentena em São Paulo. Essas mudanças foram profundamente estudadas e discutidas pelos médicos especialistas do Centro de Contingência do Covid-19, o comitê de saúde de São Paulo. São 20 médicos especialistas que atuam neste comitê, todos de alta respeitabilidade", disse o chefe do Executivo paulista em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes.

"Anunciamos ajustes de alguns parâmetros já existentes na quarentena do Plano São Paulo. O objetivo é aprimorar o plano, para torná-lo mais eficiente e adequado à realidade que vivemos neste momento da pandemia", acrescentou.

Para a implementação das regras o governo almeja melhores critérios de estabilidade nas avaliações de cada região, atualizações na régua de indicadores, especialmente da fase amarela para a verde, e liberação da capacidade hospitalar, disponibilizando leitos dedicados ao coronavírus para outros tratamentos.

As fases serão classificadas da seguinte forma: vermelha: acima de 80% de ocupação, laranja (entre 80% e 75%), amarela (entre 80% e 75% ou 70% - a ser definido) e verde (abaixo de 75% ou 70% - a ser definido).

Pelos critérios atuais, a evolução de um município para a fase verde, por exemplo, exige que a taxa de ocupação de leitos de coronavírus esteja abaixo dos 60%.

Outra atualização é que os indicadores de variação das internações e variação dos óbitos exigirão números absolutos por 100 mil habitantes. Os novos índices ainda serão aprovados pelos especialistas do Centro de Contingência de coronavírus nesta terça (28), mas devem ficar abaixo de entre 30 e 40 internações e de três e cinco mortes por 100 mil habitantes.

Neste domingo (26), o estado registrou, no acumulado desde o começo da pandemia, 21 mil óbitos e 483 mil casos confirmados da Covid-19. As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 63,6% na Grande São Paulo e 65,9% no estado. Dos 645 municípios do estado, 638 registraram ao menos uma pessoa contaminada e 455 cidades contabilizaram ao menos uma vítima da doença.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247