Ecko, chefe da milícia do Rio, morre durante operação policial

Ecko, ou Wellington da Silva Braga, foi morto na Comunidade das Três Pontes. Sua quadrilha controla uma vasta área da Zona Oeste e algumas regiões da Baixada Fluminense

Ecko
Ecko (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - A operação de captura do criminoso mais procurado do Rio terminou na manhã deste sábado (12).

Ecko, ou Wellington da Silva Braga, o chefe da maior milícia do estado, foi morto na Comunidade das Três Pontes, em Paciência.

A sua quadrilha controla uma vasta área da Zona Oeste e algumas regiões da Baixada Fluminense, explorando diversas atividades nas comunidades.

PUBLICIDADE
O miliciano foi ferido no âmbito de uma operação coordenada pela Subsecretaria de Planejamento Operacional, na qual estiveram envolvidos 21 policiais.

Na quinta-feira (10), o delegado Rodrigo Oliveira autorizou colocar o plano de captura em prática, segundo o G1. 

Informa-se também que o criminoso foi baleado no decorrer da investida, tendo acabado por falecer após ser socorrido pelos policiais.

PUBLICIDADE

A formação paramilitar atua em diversas regiões do Rio de Janeiro e tem influência em outros estados.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email