Em recuperação, Sócrates nega dependência de álcool

Nunca tive tremores, podia ficar dias, meses sem beber, diz ex-jogador da Seleo

Após 17 dias internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo por conta de uma hemorragia no esôfago, fruto de um ponto cirrótico localizado em uma parte sensível do fígado, o ex-jogador Sócrates teve alta na última quinta-feira e segue se recuperando em casa. Nesta segunda-feira, ele falou pela primeira vez com a imprensa após a internação e negou ter dependência alcoólica.

"Álcool é uma droga social, até estimulada para que todos consumam. Mas na verdade, nunca fui dependente de álcool, nunca tive abstinência, tremores. Podia ficar dias, meses sem beber que nunca me fez nada de mal. Bebia mais pela minha timidez, minha dificuldade de relacionamento no início da minha fase adulta. O álcool era uma companhia, assim como o cigarro é para muita gente, até mesmo para mim. É um companheiro para poder conviver bem com parte da loucura que é essa sociedade que a gente vive hoje", declarou, em entrevista à TV Globo.

Em agosto, Sócrates já havia ficado nove dias hospitalizado por conta de uma outra hemorragia. Graças a estes dois problemas, a possibilidade de um transplante de fígado ainda não foi descartada. No entanto, o ex-jogador ainda precisará passar por uma fase de reabilitação antes de receber o novo órgão, caso seja necessário. "O futuro, a gente não sabe. Na verdade, ainda não tenho nem indicação de transplante agora. Até porque a equipe médica tem como condição o paciente estar afastado do álcool há seis meses. Ainda me faltam uns 60 dias para tanto", apontou.

Como médico formado que é, Sócrates demonstrou total conhecimento do seu estado de saúde e do problema que teve. O "Doutor", como era conhecido na época de atleta, justamente por sua formação, ainda brincou com a sua situação. "Fugi do hospital para me tratar", afirmou.

"Demoraram sete horas para achar a causa. Já tem três dias mais ou menos que eu saí. Na verdade, fugi do hospital para me tratar. Se eu tivesse essa lesão no lóbulo esquerdo do fígado, acho que nem eu saberia que a tive. Mas foi bem no processo central circulatório, aumentando a pressão. Isso exigiu demais do processo circulatório entorno, então pude ter lesão por sangramento gástrica, esofágica e até abdominal. Mas estou indo bem, o problema está solucionado e agora é ter paciência para solucionar a coisa e curtir a nova vida", disse.

 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247