Em um mês das forças federais no Rio, apreensão de fuzis é baixa

Levantamento feito pelo jornal Extra a partir de dados da Polícia Civil apontou que, no primeiro mês de operação das forças federais e estaduais (28 de julho e 28 de agosto), foram apreendidos apenas 15 fuzis no município do Rio e na Baixada Fluminense, sete a menos do que no mesmo período do ano passado; as armas contabilizadas foram apreendidas em ações isoladas das polícias Civil e Militar

Rio de Janeiro - Agentes da Força Nacional iniciam operação de apoio e reforço à segurança no Rio de Janeiro, com foco no combate ao roubo de cargas e repressão ao crime organizado (Vladimir Platonow/Agência Brasil)
Rio de Janeiro - Agentes da Força Nacional iniciam operação de apoio e reforço à segurança no Rio de Janeiro, com foco no combate ao roubo de cargas e repressão ao crime organizado (Vladimir Platonow/Agência Brasil) (Foto: Leonardo Lucena)

Rio 247 - Levantamento feito pelo jornal Extra a partir de dados da Polícia Civil apontou que, no primeiro mês de operação das forças federais e estaduais (28 de julho e 28 de agosto), foram apreendidos apenas 15 fuzis no município do Rio e na Baixada Fluminense, sete a menos do que no mesmo período do ano passado. As armas contabilizadas foram apreendidas em ações isoladas das polícias Civil e Militar.

O número de fuzis apreendido na capital fluminense diminuiu de 17 para 11, sendo oito calibre 556. Na Baixada, caiu de 5 para 4, todos calibre 762. 

Nenhuma das ações em que fuzis foram apreendidos no período teve apoio das Forças Armadas, ainda segundo informações do jornal fluminense. Também vale ressaltar que nenhum fuzil foi apreendido nas três operações conjuntas em agosto - duas na Zona Norte do Rio e uma em Niterói.

Já o número de pistolas apreendidas na capital e na Baixada aumentou em comparação com o mesmo período do ano passado. Foram 200 pistolas encontradas neste ano. Em 2016, 175 armas curtas foram apreendidas no período.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247