Empresa paulista desenvolve tecido capaz de eliminar a Covid-19 por contato

A empresa Nanox desenvolveu um tecido com micropartículas de prata na superfície. O material é composto por uma mistura de poliéster e de algodão

www.brasil247.com -
(Foto: Nanox (divulgação))


247 - Pesquisadores da empresa paulista Nanox desenvolveram um tecido com micropartículas de prata na superfície que demonstrou ser capaz de inativar o coronavírus. De acordo com testes de laboratório, o material eliminou 99,9% da quantidade do vírus após dois minutos de contato. A Nanox é apoiada pelo Programa Fapesp Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE). O tecido é composto por uma mistura de poliéster e de algodão (polycotton). Contém dois tipos de micropartículas de prata impregnadas na superfície por meio de um processo de imersão, seguido de secagem e fixação, chamado pad-dry-cure.

Diretor da empresa, Luiz Gustavo Pagotto Simões afirmou que membros da instituição entraram "com o pedido de depósito de patente da tecnologia e temos parcerias com duas tecelagens no Brasil que irão utilizá-la para a fabricação de máscaras de proteção e roupas hospitalares". A declaração foi concedida à Agência Fapesp, conforme reportagem do jornal O Estado de S.Paulo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O desenvolvimento do material teve a colaboração de pesquisadores do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP), da Universitat Jaume I, da Espanha, e do Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF) – um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) apoiados pela FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email