Enquanto Witzel comemora morte, pai de vítima consola mãe de sequestrador: "Dor é dos 2 lados"

Paulo César Leal aguardava a filha Raiane Leal, uma das passageiras do ônibus, dar o seu depoimento para a Polícia Civil, e diante de um mal-estar da mãe do sequestrador, manifestou sua solidariedade

(Foto: Reprodução/ TV Globo)

247 - Enquanto o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), exalta o discurso punitivista e comemora a morte do sequestrador Willian Augusto da Silva, de 24 anos, o pai de uma das vítimas se solidariza com a família do sequestrador.

Paulo César Leal aguardava a filha Raiane Leal, uma das passageiras do ônibus,   dar o seu depoimento para a Polícia Civil, e diante de um mal estar da mãe do sequestrador Willian foi ajudar.  

Ela chegou à unidade com o rosto coberto, e cerca de uma hora depois, saiu à área externa porque não estava passando bem. Ao lado dela estava Paulo César consolando a mãe de Willian Augusto.

"Como ser humano, fui ajudar, porque naquele momento a dor é dos dois lados. Eu não tenho poder de julgar nem falar qualquer coisa que seja boa. Só falei para ela ter calma e confiar. O que eu vou dizer para ela, de conforto? Não tem o que dizer", contou Paulo, segundo relato da reportagem do UOL.

"Infelizmente aconteceu isso com ele. Deus não quer isso para ninguém, mas naquele momento não tem o que fazer. A gente ora pelos familiares, pela mãe dele. Mas ainda bem que minha filha está bem", finalizou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247