Estado do Rio ganha Mapa do Comércio 2015- 2020

A Fecomércio-RJ lançou no Copacabana Palace, o Mapa Estratégico do Comércio do Rio de Janeiro; de acordo com o presidente da entidade, Orlando Diniz, o objetivo do mapa é desenvolver propostas para o crescimento sustentável do segmento de bens, serviços e turismo em oito regiões do estado; uma das primeiras ações do plano será voltada para a segurança pública e começará no dia 1º de dezembro, em três bairros do Rio  

26/10/2015 - Rio de Janeiro - RJ - Governador Luiz Fernando Pezão e o ex-prefeito de Nova Iorque, Rudolph Giuliani, participam do lançamento do Mapa Estratégico do Comércio do Rio de Janeiro 2015-2020 (Fecomércio), em Copacabana na zona sul da cidade.
26/10/2015 - Rio de Janeiro - RJ - Governador Luiz Fernando Pezão e o ex-prefeito de Nova Iorque, Rudolph Giuliani, participam do lançamento do Mapa Estratégico do Comércio do Rio de Janeiro 2015-2020 (Fecomércio), em Copacabana na zona sul da cidade. (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio 247 - A Fecomércio-RJ lançou, na noite dessa segunda-feira (26), no Copacabana Palace, o Mapa Estratégico do Comércio do Rio de Janeiro. De acordo com o presidente da entidade, Orlando Diniz, o objetivo do mapa é desenvolver propostas para o crescimento sustentável do segmento de bens, serviços e turismo em oito regiões do estado.

No documento, elaborado em parceira com a FGV Projetos, foram divulgadas informações sobre as oito localidades e temas que podem afetar o setor. Os dados do mapa também servirão para atuação do braço de educação profissional do sistema, o Senac RJ, e devem embasar as políticas da entidade no período de 2015 a 2020.

As oito regiões beneficiadas são Metropolitana, Norte Fluminense, Médio Paraíba, Baixadas Litorâneas, Serra, Centro Fluminense, Costa Verde e Noroeste Fluminense. Uma das primeiras ações do plano será a Operação Segurança Presente, que começará no dia 1º de dezembro, em três bairros do Rio.

“Ao elaborar o mapa do Rio e escolher os nove fatores-chave para o contínuo crescimento do estado, a segurança apareceu muito fortemente. Vamos entrar em operação com esse projeto, com Lagoa Presente, Flamengo Presente e Méier Presente. Na Lagoa, envolvendo 120 homens, no Flamengo 140, e no Méier, 103 homens, em conjunto com o governo do estado, feito pela PM do estado, com a nossa participação”, afirmou o presidente da Fecomércio-RJ.

O estudo também faz alerta para a desaceleração do setor do comércio e serviços, que emprega o maior número de trabalhadores. Segundo o documento, em consequência da crise, a informalidade deve aumentar entre os profissionais.

O Mapa do Comércio aponta que três quartos (75,3%) da geração de valor do setor de comércio, serviços e turismo na economia fluminense vêm da capital e dos municípios ao redor. No entanto, a concentração não minimiza a importância da atividade no interior.

De acordo com documento, cinco das oito regiões do estado — Região Metropolitana, Noroeste Fluminense, Médio Paraíba, Serrana e Costa Verde — têm o setor de comércio como a atividade mais importante para a economia. Nas outras três regiões — Norte Fluminense, Baixadas Litorâneas e Centro-Sul Fluminense —, o setor ocupa a segunda posição.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247