'Estamos despedaçados', diz mãe de Marina Harkot, ciclista que morreu atropelada em SP

A ciclista e ativista Marina Harkot foi atropelada na avenida Paulo VI, na capital paulista e morreu no local; motorista fugiu sem prestar socorros

Marina Harkot
Marina Harkot (Foto: Reprodução/Instagram)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A mãe da pesquisadora e cicloativista Marina Harkot, jovem que aos 28 anos morreu no início da madrugada deste sábado (7) após ser atropelada enquanto andava de bicicleta em uma via do bairro de Pinheiros, em São Paulo, disse que a família está "totalmente despedaçada". A informação é do portal UOL. 

Marina morreu no local e o motorista fugiu sem prestar socorros. Personalidades do meio político como Sâmia Bonfim e Eduardo Suplicy usaram suas redes sociais para lamentar o fato e prestar solidariedade à família.  

Ciclistas também fizeram uma homenagem neste domingo (8) para ela na avenida Pacaembu, zona oeste da cidade, em frente ao local onde o velório foi realizado. Os pais de Marina saíram na sacada e a mãe dela fez um pronunciamento.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247