Estudante de 15 anos é morto a tiros no Morro do Juramento, no Rio

Kaio teria sido atingido por tiros vindos de um conflito entre traficantes. Ele estava na companhia de seu irmão, buscando observar pássaros em uma região de mata

Kaio Sousa Santos
Kaio Sousa Santos (Foto: Reprodução/Redes Sociais)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Kaio Sousa Santos, um estudante de 15 anos que residia no Morro do Juramento, localizado na Zona Norte do Rio de Janeiro, foi morto na tarde desta quinta-feira (21) devido a disparos de arma de fogo, conforme relatado por seus familiares. Segundo o UOL, quando as autoridades policiais chegaram ao local, encontraram o corpo do adolescente envolto em um lençol.

De acordo com informações obtidas pela Polícia Militar, Kaio teria sido atingido por tiros durante um conflito armado ocorrido em uma área de mata, envolvendo membros de facções rivais que disputavam o controle do tráfico na região.

continua após o anúncio

Os parentes afirmaram que Kaio estava na companhia de seu irmão, buscando observar pássaros, quando foi alvejado. Familiares confirmaram à polícia que criminosos deram início a um intenso tiroteio na tarde do dia anterior no Morro do Juramento.

"Ele tomou um tiro na cabeça, na perna e outro no braço. Essa guerra tem muito tempo, não tem hora para terminar. Quantas crianças vão pagar pela guerra que eles vivem?", questionou o pai da vítima, Leonardo Reis dos Santos, em entrevista à TV Globo.

continua após o anúncio

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação lamentou: "Kaio Sousa, de 15 anos, era aluno da Educação de Jovens e Adultos e estudava na Escola Municipal Cecília Meireles. Hoje, por medo do forte tiroteio que acontecia na área, sua mãe não o deixou ir à unidade escolar. Ele foi alvejado próximo à sua casa na comunidade do Juramento".

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247