Estudante é brutalmente agredida em academia no Rio por criticar Bolsonaro

Isabella Pinheiro, jovem de 18 anos, foi brutalmente agredida nesta quinta-feira (1), dentro da Academia BodyTech, no Rio de Janeiro, por uma mulher que discordou da opinião de Isabella sobre o governo Bolsonaro. "Ela falava que a ditadura militar era muito boa", contou

Academia Bodytech
Academia Bodytech (Foto: bodytech)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Isabella Pinheiro, jovem de 18 anos, foi brutalmente agredida nesta quinta-feira (1), dentro da Academia BodyTech, no Rio de Janeiro, por uma mulher que discordou da opinião de Isabella sobre o governo Bolsonaro, informa o Meia Hora

A estudante relatou na delegacia que foi xingada de "vagabunda, alienada, infantil e idiota" e, ao sair do banheiro, foi atacada pelas costas com golpes de garrafa térmica.

"Ela falava que a ditadura militar era muito boa e que se sentia segura. Teve uma hora que ela citou a facada do Bolsonaro, dizendo que é absurdo e que a esquerda é maluca. Em seguida, ela falou que tem que matar todo mundo da esquerda. Ela sempre mostrava muita raiva e ódio por todo mundo", disse Isabella à reportagem.

A jovem foi amparada por frequentadores e funcionários da academia. "Foi muito chocante. Não esperava uma reação dessas". 

Precisamos banir esse tipo de pessoas do convívio da sociedade doente em que vivemos. Não foi apenas lesão corporal. Foi crime de intolerância", disse Aline Pinheiro, mãe de Isabella.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247