Ex-governadora Rosinha Garotinho é alvo de operação da PF por suspeita de fraude milionária em fundo de previdência

PF investiga rombo de R$ 383 milhões na PreviCampos, fundo de previdência municipal de Campos dos Goytacazes. O município já foi governado por Rosinha e pelo marido, Anthony

Rosinha Garotinho
Rosinha Garotinho (Foto: Reprodução/Rede social)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta terça-feira (28) a Operação Rebote, focada na investigação de uma suposta fraude de R$ 383 milhões na Previcampos, fundo de previdência municipal de Campos dos Goytacazes, no norte fluminense. Um dos principais alvos é a ex-governadora do Rio de Janeiro, Rosinha Garotinho, cujo esposo é Anthony Garotinho, também ex-governador do estado.

Segundo o jornal O Globo, os agentes cumpriram 18 mandados de busca e apreensão em Santos (SP) e São Paulo, e, no Rio, na capital fluminense e em Campos dos Goytacazes. A casa de Rosinha, no bairro da Lapa, em Campos, foi um dos endereço da operação.

continua após o anúncio

As investigações apontam que, ao final de 2016, a maior parte dos investimentos estava em fundos suspeitos, de alto risco e com baixo retorno. Os investigadores apontam que houve uma mudança na estratégia de investimento do fundo, que antes era realizado em fundos seguros com o Banco do Brasil e a Caixa, mas passou a ser feito em fundos de baixa liquidez, pouco reconhecidos pelo mercado e incompatíveis com a política de investimento da PreviCampos.

A defesa da ex-governadora nega as acusações, alegando que os supostos fatos ocorreram há cerca de dez anos atrás. Em nota, os advogados também sustentam que a operação busca criar constrangimento para a família, mas ressaltam que não acreditam que a ação seja uma retaliação ou intimidação política. 

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247