Ex-presidiário e miliciano será candidato a prefeito do Rio por partido que Bolsonaro cogita se filiar

Preso por 10 anos por comandar a maior milícia do Rio de Janeiro, o ex-vereador Jerônimo Guimarães Filho, o Jerominho, oficializou nsua filiação ao Partido da Mulher Brasileira (PMB). Ele é pré-candidato à prefeitura da capital fluminense. Jair Bolsonaro negocia com o PMB. A filha de Jerominho também se filiou ao partido e já havia sido presa

(Foto: PR | Reprodução)

247 - Preso por 10 anos por comandar a maior milícia do Rio de Janeiro, o ex-vereador Jerônimo Guimarães Filho, o Jerominho, oficializou na terça-feira (5) sua filiação ao Partido da Mulher Brasileira (PMB). Ele é pré-candidato à prefeitura da capital fluminense. De acordo com informações do jornal O Estado de S.Paulo, a sigla é a mesma que Jair Bolsonaro negocia sua filiação após deixar o PSL. As conversas de Bolsonaro estariam sendo feitas diretamente com a presidente do PMB, Suêd Haidar.

Carmen Glória Guinâncio Guimarães, a Carminha, é filha de Jerominho e também se filiou a legenda no mesmo dia para concorrer a uma vaga na Câmara de vereadores. Ela foi presa em 2008, durante o período eleitoral, acusada de coagir eleitores. Foi eleito, mas teve o diploma cassado até 2012, quando a Justiça devolveu o cargo.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247