"Falta comprometimento"

s vsperas de estrear na pr-libertadores, contra o Real Potosi, da Bolvia, Flamengo tem ambiente conturbado a partir de atraso nos salrios milionrios de Ronaldinho Gacho; "so muitas coisas atravessadas, voc no consegue focar", reclama o tcnico Vanderlei Luxemburgo

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Depois de ver o Flamengo empatar por 2 a 2 com o Corinthians, em amistoso realizado no último domingo, em Londrina, Vanderlei Luxemburgo escancarou de vez a crise vivida pelo clube carioca. O técnico afirmou que não vê comprometimento do time flamenguista, que sofre por causa de salários atrasados, fato que chegou a colocar em dúvida a ida de Ronaldinho Gaúcho para a Bolívia, onde a equipe enfrentará o Real Potosí, no próximo dia 25, pelo jogo de ida da fase preliminar da Copa Libertadores.

Insatisfeito com o desempenho dos jogadores titulares do Flamengo, que caíram por 2 a 0 diante dos titulares corintianos antes dos reservas das duas equipes entrarem em campo após o intervalo, o treinador não deixou de fazer críticas à postura atual dos seus comandados.

"Hoje não vejo (comprometimento) em função de todas as coisas que aconteceram. São muitas coisas atravessadas, então você não consegue focar. Hoje não vejo o grupo focado na situação. Se (a diretoria) resolver algumas coisas, que todos nós sabemos que estão pendentes, aí a partir dali (o time) vai se direcionar", reclamou Luxemburgo, em entrevista coletiva, na qual pediu menos discurso e mais futebol em campo aos seus atletas.

"Acho que o momento agora é de ninguém falar. O Flamengo é mais importante do que todo mundo. Se ficar com egoísmo, de quem está certo e quem está errado (diretoria ou jogadores), quem vai se quebrar nisso tudo aí é o Flamengo", desabafou.

O técnico ainda fez mistério ao evitar entrar em detalhes sobre os atuais problemas internos do Flamengo, como a ameaça de Ronaldinho Gaúcho de não viajar para a Bolívia se não receber os salários atrasados. O técnico enfatizou que está focado apenas na classificação da equipe carioca para a fase de grupos da Libertadores.

"Infelizmente, todas essas situações atrapalham o projeto que temos aqui dentro. Queremos focar no campo, mas é muito problema fora dele. Além de tudo, quando fui tentar contemporizar, ganhei um 'cala a boca'. Vou evitar falar disso a partir de agora. Vou trabalhar muito para classificar o Flamengo para a próxima fase da Libertadores, que é a fase de grupos, e depois sim ou vou me posicionar e explicar tudo que aconteceu aqui", disse, admitindo que o clima "esquentou" em Londrina, onde o time já estava há 12 dias, realizando a sua pré-temporada.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email