Famílias se recusam a deixar Três Vendas

Cerca de 500 famlias se recusam a sair da localidade de Trs Vendas, em Campos dos Goytacazes;secretrio municipal de Defesa Civil, Henrique Oliveira, est no local para tentar convencer as famlias a sair

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Brasil - Cerca de 500 famílias se recusam a sair da localidade de Três Vendas, em Campos dos Goytacazes, depois do rompimento da BR-356, que servia de dique para as águas do Rio Muriaé. Durante todo o dia de hoje, a Secretaria da Defesa Civil realiza operação para tentar convencer as famílias a saírem do segundo andar de suas casas. O secretário municipal de Defesa Civil, Henrique Oliveira, cortou a luz para forçar os moradores a abandonarem o local.

- "Há previsão de mais chuva durante todo o verão e as estruturas das casas podem não aguentar. Vamos de casa em casa de barco, com assistentes sociais, tentar convencer as pessoas sobre os perigos de doenças como a dengue, a leptospirose e explicar que essa situação deve se manter durante muitos dias ainda”. 

O nível da água no local chegou a dois metros e, por já estar nivelado com o do Rio Muriaé, não deve subir mais. No momento, o acesso ao local é feito somente por barco e a energia elétrica foi cortada.

 Ontem (5), o Corpo de Bombeiros e o Exército auxiliaram na retirada dos moradores. Entretanto, apenas metade deixou o local e foi para a casa de parentes ou para um dos abrigos montados pela prefeitura.

 As famílias que ainda estão em Três Vendas e resistem à retirada da Defesa Civil aguardam em cima da laje de suas casas, junto com os objetos pessoais, que o nível da água do rio baixe. Aqueles que resolverem sair hoje não poderão levar objetos grandes e móveis, já que o transporte será feito por barco.

 Com a elevação do nível das águas do Muriaé, foi aberta uma cratera de 20 metros na BR-356, que funcionava como um dique-estrada, o que abriu espaço para as águas do rio inundarem a região. Nessa quinta-feira, o dique se rompeu, alagando todo o bairro.

Segundo a Defesa Civil estadual, mais de 37 mil moradores das regiões norte e noroeste tiveram que sair de suas casas por conta da chuva. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, a previsão é de chuvas fortes no estado do Rio, sobretudo nas regiões serranas, norte e noroeste.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email