Feminicídio: engenheiro é preso em flagrante acusado de matar a companheira

Jessé de Souza Cunha, de 44 anos, foi acusado de matar a esposa e enterrar o corpo de Ana Júlia Mathias na Baixada Fluminense (RJ)

www.brasil247.com - Ana Júlia Mathias
Ana Júlia Mathias (Foto: Reprodução)


247 - A Polícia Civil prendeu em flagrante, nesta quarta-feira (18), o engenheiro Jessé de Souza Cunha, de 44 anos, suspeito de matar a esposa e enterrar o corpo dela no quintal da casa onde eles moravam, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense (RJ). A professora Ana Júlia Mathias estava desaparecida desde segunda (16). As informações foram divulgadas em reportagem da BandNews

Inicialmente o suspeito registrou o caso na Delegacia da Posse (58ª DP) como desaparecimento na terça-feira (17). Ana Julia saiu na segunda da Escola Municipal José Pacífico, na Estrada de Santa Rita, onde trabalhava, e entrou em um ônibus da linha Corumbá para voltar para casa.

O delegado Willians Batista, responsável pelo caso, afirmou ter questionado Jessé "sobre toda rotina do casal e dele também, principalmente nas segundas-feiras". "Tivemos acesso ao cartão que ela passava no ônibus e vimos que realmente ela saiu da escola e foi para casa. O rastreamento do telefone dela também mostrou que ela entrou em casa no horário compatível que o Jesse também estava em casa, que era o que ele negava, porque dizia que não tinha estado com ela no dia do desaparecimento", disse.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Jesse foi autuado em flagrante pelos crimes de feminicídio e ocultação de cadáver. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo Batista, o engenheiro nega o crime. "Ele se mantém negando, não confessa a prática delitiva, e agora a gente segue para concluir as investigações com imagens para entender toda a dinâmica dela naquele dia, bem como esclarecer qual foi a motivação desse crime", afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email