Filha de Luiz Fux toma posse no TJ-RJ

Filha de Luiz Fux, ministro do STF, Marianna Fux tomou posse como desembargadora do Tribunal de Justiça (TJ-RJ); em solenidade realizada na Sala de Sessão do Órgão Especial, conduzida pelo presidente Luiz Fernando Ribeiro, a advogada de 35 anos assumiu oficialmente a vaga aberta pela aposentadoria de Adilson Vieira Macabu; emocionada, ela agradeceu à família e pontuou o que considera os principais deveres de seu novo ofício: "Aplicar o direito com sensibilidade, realizar a justiça preconizada pela Constituição Federal, colaborar para a manutenção de uma sociedade justa e solidária"  

Filha de Luiz Fux, ministro do STF, Marianna Fux tomou posse como desembargadora do Tribunal de Justiça (TJ-RJ); em solenidade realizada na Sala de Sessão do Órgão Especial, conduzida pelo presidente Luiz Fernando Ribeiro, a advogada de 35 anos assumiu oficialmente a vaga aberta pela aposentadoria de Adilson Vieira Macabu; emocionada, ela agradeceu à família e pontuou o que considera os principais deveres de seu novo ofício: "Aplicar o direito com sensibilidade, realizar a justiça preconizada pela Constituição Federal, colaborar para a manutenção de uma sociedade justa e solidária"
 
Filha de Luiz Fux, ministro do STF, Marianna Fux tomou posse como desembargadora do Tribunal de Justiça (TJ-RJ); em solenidade realizada na Sala de Sessão do Órgão Especial, conduzida pelo presidente Luiz Fernando Ribeiro, a advogada de 35 anos assumiu oficialmente a vaga aberta pela aposentadoria de Adilson Vieira Macabu; emocionada, ela agradeceu à família e pontuou o que considera os principais deveres de seu novo ofício: "Aplicar o direito com sensibilidade, realizar a justiça preconizada pela Constituição Federal, colaborar para a manutenção de uma sociedade justa e solidária"   (Foto: Leonardo Lucena)

247, com Jornal do Brasil - Marianna Fux tomou posse nesta segunda-feira (14) como desembargadora do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (PJERJ). Em solenidade realizada na Sala de Sessão do Órgão Especial, conduzida pelo presidente Luiz Fernando Ribeiro, a advogada de 35 anos assumiu oficialmente a vaga aberta pela aposentadoria de Adilson Vieira Macabu. O Diário de Justiça do Estado do Rio de Janeiro já havia publicado o informe da nomeação na última terça-feira (8).

A OAB-RJ questionou a candidatura dela por ela não comprovar o exercício profissional nos anos de 2007, 2008, 2009, 2010 e 2014. Um dos itens do regulamento para concorrer à vaga de desembargador prevê que o candidato comprove dez anos ininterruptos de exercício da advocacia. Mas o pedido de impugnação de sua candidatura foi derrubado na sessão da Ordem, em 25 de fevereiro passado. 

Apesar de ter tido a sua candidatura contestada, Marianna Fux, emocionada, agradeceu à família e pontuou o que considera os principais deveres de seu novo ofício: "Aplicar o direito com sensibilidade, realizar a justiça preconizada pela Constituição Federal, colaborar para a manutenção de uma sociedade justa esolidária."

Marianna foi indicada pela lista sêxtupla da OAB/RJ e pela lista tríplice do TJ/RJ. O Governador Luiz Fernando Pezão escolheu a advogada no mesmo dia em que recebeu a lista tríplice.

A agora desembargadora reiterou a importância de seu novo cargo: "Assumo hoje, com emoção e responsabilidade, essa nova função de magistrada, que representa uma honra e um desafio. A honra de pertencer a um tribunal que espelha, através de seus integrantes, elevado grau de eficiência e de excelência de suas decisões judiciais. O desafio subjaz na própria essência da função judicial, a constante busca pela realização da justiça."

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247