Firjan: “impeachment fortalece a democracia”

Na avaliação da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), a admissibilidade do processo de impeachment da presidente da República Dilma, formalizado pela Câmara, "reflete a solidez de nossas instituições e fortalece a nossa democracia”; em nota, a entidade entende que a decisão de ontem vai permitir que o Brasil volte a olhar para o futuro com esperança, “saindo de um período marcado pela falta de diálogo, pela divisão do país e pelo fracasso da política econômica”

Na avaliação da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), a admissibilidade do processo de impeachment da presidente da República Dilma, formalizado pela Câmara, "reflete a solidez de nossas instituições e fortalece a nossa democracia”; em nota, a entidade entende que a decisão de ontem vai permitir que o Brasil volte a olhar para o futuro com esperança, “saindo de um período marcado pela falta de diálogo, pela divisão do país e pelo fracasso da política econômica”
Na avaliação da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), a admissibilidade do processo de impeachment da presidente da República Dilma, formalizado pela Câmara, "reflete a solidez de nossas instituições e fortalece a nossa democracia”; em nota, a entidade entende que a decisão de ontem vai permitir que o Brasil volte a olhar para o futuro com esperança, “saindo de um período marcado pela falta de diálogo, pela divisão do país e pelo fracasso da política econômica” (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Nielmar de Oliveira – Repórter da Agência Brasil

Na avaliação da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), a admissibilidade do processo de impeachment da presidente da República Dilma Rousseff, formalizado neste domingo (17) pela Câmara dos Deputados, "reflete a solidez de nossas instituições e fortalece a nossa democracia”.

Em nota, a entidade entende que a decisão de ontem vai permitir que o Brasil volte a olhar para o futuro com esperança, “saindo de um período marcado pela falta de diálogo, pela divisão do país e pelo fracasso da política econômica”.

A fedração cita "milhões de empregos ceifados" nos últimos anos e milhares de empresas que fecharam ou pediram recuperação judicial.

A Firjan afirma que a decisão de ontem é "o primeiro passo" para tirar país da crise e lembra que o processo segue agora para o Senado.

A nota também cita o vice-pesidente Michel Temer: "a capacidade de diálogo do vice-presidente Michel Temer oferece a certeza da formação de um governo de união e dos ajustes necessários para a retomada do crescimento, mantendo as conquistas sociais”.

A entidade alerta, porém, para o fato de que “a reconstrução do país não se fará sem sacrifícios, e dependerá da união de todos os brasileiros”.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247