Flávio Bolsonaro joga peso na campanha negacionista: "não vou tomar vacina"

"Meu médico não recomendou, neste momento, que eu tome a vacina", disse o filho de Bolsonaro apontado como chefe de um esquema de rachadinha que movimentou mais de um milhão de reais

Flávio Bolsonaro
Flávio Bolsonaro (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Flávio Bolsonaro entrou com tudo no movimento anti-vacina que rechaça o imunizante. Sem citar o nome do médico, ele afirmou que o profissional indicou que ele não tomasse a vacina.

Ele que é apontado como chefe de um esquema de rachadinha que movimentou mais de um milhão de reais e por empregar pessoas ligadas à milícia, disse que tem "imunidade alta". 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email