Fluminense quer agora, conquistar o La Bombonera

Depois de sete anos o Fluminense conquistou o campeonato carioca; mas a torcida quer mais; jogo contra o Boca Juniors, no caldeirão argentino, é na quinta, às 22 horas, pelas quartas de final da Libertadores; Déco pode ser desfalque

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Stephania Mello_247 - Após sete anos o Tricolor carioca deu o grito de campeão fluminense. Mas a torcida quer mais. Os torcedores querem o título continental, a Taça Libertadores da América. A equipe disputa as quarta de final da competição na próxima quinta-feira (17) com o argentino  Boca Júniors, no estádio La Bombonera, às 22 horas.

Para esta partida, o Fluminense deve ficar sem o atacante Déco, que está machucado e será avaliado pelos médicos do clube.

A expectativa é grande, mas esta segunda o dia foi de descanso, de comemoração pelo título carioca. Abel Braga que diga, após trabalho de 12 meses consecutivos com a equipe e diretoria do clube das Laranjeiras.

“Em um ano nada foi por acaso. Foi construído com um ano de trabalho. Não se constrói de um dia para o outro”. “Ninguém conquista um título num único dia, numa única tarde. Não. Um título é todo sangue, todo suor e todo lágrimas de um campeonato inteiro”. A primeira frase, do técnico Abel, dita antes da semana de jogos decisivos contra Botafogo e Internacional, e a segunda, de Nelson Rodrigues, de 1969, refletem o sentimento com a conquista do 31º Título Estadual do Fluminense, neste domingo (13).

Um trabalho que começou com a confiança do presidente Peter Siemsen em Abel Braga há quase um ano. Que levou o time à terceira colocação no Brasileiro 2011; superou a perda de jogadores como Marquinho e Mariano com reforços; e, repetindo 2005, conquistou a Taça Guanabara, dando tranquilidade para a classificação como primeiro lugar geral na fase de grupos da Libertadores. 

Mesmo após a goleada por 4 a 1 na primeira partida da decisão, o Fluminense respeitou o Botafogo e soube administrar a vantagem de três gols. “A única coisa que não houve nesse clube desde que cheguei foi soberba”, disse Abel, dias antes do último confronto.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247