Fora do Pan, Jaqueline chora ao falar de seu novo drama

Atleta fala do ano difcil que vem passando, da cirurgia no joelho, da gravidez interrompida e, por ltimo, da leso na coluna cervical; mdicos estimam que ela vai ficar seis semanas em repouso



Ainda com o colar cervical, Jaqueline falou à imprensa pela primeira vez após o acidente que a tirou dos Jogos Pan-Americanos e da Copa do Mundo, esta última competição que será realizada no próximo mês. Bastante emocionada com o apoio recebido dos brasileiros, a ponteira chegou às lágrimas ao falar do ano difícil que vem enfrentando e da preocupação em tranquilizar a família. Apesar da emoção, a atleta fez piada antes de deixar a coletiva realizada no Hospital Real San José, em Zapopan, onde passou uma noite em observação e realizou exames. "Vou só limpar as lágrimas pra tentar sair daqui bonitinha, porque ninguém merece."

"Não é fácil passar pelo o que eu passei, pelo que eu estou passando", disse a jogadora, que neste ano foi submetida a uma cirurgia no joelho esquerdo, teve uma gravidez encerrada com um aborto espontâneo e, agora, sofreu a lesão na coluna cervical, ocorrida durante a estreia do Brasil no Pan, contra a República Dominicana. "Quero falar para quem está no Brasil, porque sei que a repercussão muito grande, que eu não sabia que eu era tão querida. Eu estou muito feliz, apesar de tudo o que estou passando na minha vida."

De acordo com os médicos do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), João Grangeiro, e da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), Julio Nardelli, Jaqueline está bem clinicamente e o seu retorno ao Brasil depende apenas da logística - seu estado de saúde permitiria que ela fosse nesta terça-feira ao Brasil, se assim desejasse. Mas faltam voos para que ela retorne.

Jaqueline deve ficar pelo menos seis semanas em repouso e com o colar cervical. "Este colar é o remédio dela", disse Nardelli. "É isso o que ela tem que usar para que o ligamento cicatrize direitinho. É inconveniente, é chato, incomoda, tem até que dormir com ele." O médico da CBV aposta que Jaqueline já voltará a jogar ainda este ano. "Ela, como atleta, tem uma recuperação mais rápida que o restante da população."

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O técnico José Roberto Guimarães afirma que não desistiu totalmente da ideia de contar com Jaqueline na Copa do Mundo, mês que vem. E a jogadora mostrou gratidão ao apoio dado pelo comandante da seleção feminina. "O Zé é uma pessoa que não desiste fácil. Até o último momento, ele vai tentar. Em nenhum momento ele desistiu de mim, nem antes, quando eu perdi meu bebê. Ele sempre esteve comigo para que eu voltasse e eu voltei bem, por incrível que pareça. Ele fala isso porque tem confiança em mim."

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email