Freixo: Bolsonaro cometeu crime de responsabilidade ao comprar votos

"Urgente! No afã de comprar votos pra aprovar a Reforma da Previdência, Bolsonaro cometeu crime de responsabilidade. Ele liberou dinheiro sem autorização do Congresso pra pagar emendas a parlamentares em troca do voto favorável. PSOL está analisando as medidas que serão adotadas", afirmou o deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ)

(Foto: Cleia Viana - Câmara)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) bateu duro no governo do presidente Jair Bolsonaro pela compra de votos para aprovar a reforma da Previdência na Câmara.

"Urgente! No afã de comprar votos pra aprovar a Reforma da Previdência, Bolsonaro cometeu crime de responsabilidade. Ele liberou dinheiro sem autorização do Congresso pra pagar emendas a parlamentares em troca do voto favorável. PSOL está analisando as medidas que serão adotadas", escreveu o parlamentar no Twitter.

O governo liberou quase R$ 1 bilhão em emendas parlamentares vinculadas à área de saúde às vésperas do início da votação da reforma. O desembolso de R$ 920,3 milhões foi publicado em 34 portarias de uma edição extra do Diário Oficial da União.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247