Freixo: Bolsonaro cometeu crime de responsabilidade ao comprar votos

"Urgente! No afã de comprar votos pra aprovar a Reforma da Previdência, Bolsonaro cometeu crime de responsabilidade. Ele liberou dinheiro sem autorização do Congresso pra pagar emendas a parlamentares em troca do voto favorável. PSOL está analisando as medidas que serão adotadas", afirmou o deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ)

(Foto: Cleia Viana - Câmara)

247 - O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) bateu duro no governo do presidente Jair Bolsonaro pela compra de votos para aprovar a reforma da Previdência na Câmara.

"Urgente! No afã de comprar votos pra aprovar a Reforma da Previdência, Bolsonaro cometeu crime de responsabilidade. Ele liberou dinheiro sem autorização do Congresso pra pagar emendas a parlamentares em troca do voto favorável. PSOL está analisando as medidas que serão adotadas", escreveu o parlamentar no Twitter.

O governo liberou quase R$ 1 bilhão em emendas parlamentares vinculadas à área de saúde às vésperas do início da votação da reforma. O desembolso de R$ 920,3 milhões foi publicado em 34 portarias de uma edição extra do Diário Oficial da União.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247