Frente ampla do campo progressista deve se formar em apoio a Boulos

Em evento marcado para a próxima quarta-feira (18), Guilherme Boulos deve formalizar o apoio do PT, PCdoB, PDT, ala do PSB

Guilherme Boulos (PSOL), candidato à prefeitura de São Paulo, durante campanha na ocupação Viva Julieta, Zona Norte de SP. 26 de outubro de 2020
Guilherme Boulos (PSOL), candidato à prefeitura de São Paulo, durante campanha na ocupação Viva Julieta, Zona Norte de SP. 26 de outubro de 2020 (Foto: Twitter)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O campo progressista deve entrar nas eleições municipais de São Paulo unido em torno da candidatura de Guilherme Boulos (PSOL) em São Paulo. Nesta quarta-feira (18), durante campanha na região do M’Boi Mirim, no extremo sul da capital paulista, o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) afirmou que deve anunciar em evento nesta quarta-feira (18) o leque de alianças construído desde domingo, quando passou para o segundo turno com o voto de mais de 1 milhão de paulistanos.

“Nós vamos fazer um evento amanhã de uma frente que está se construindo nesse segundo turno, uma frente em defesa da justiça social, pela democracia e contra a desigualdade na cidade de São Paulo. Tenho conversado com lideranças políticas, com movimentos sociais. O presidente do meu partido tem conversado com outros partidos políticos e tenho certeza que amanhã teremos um campo bastante amplo e diverso da sociedade brasileira e de São Paulo para colocar essa campanha em um outro patamar a partir de agora”, disse Boulos.

Já no domingo, lideranças do PT, como o ex-presidente Lula, o ex-prefeito Fernando Haddad e o candidato derrotado da sigla, Jilmar Tatto, se manifestaram em apoio a Boulos e se colocando à disposição da campanha.

O PCdoB, do candidato Orlando Silva, também anunciou apoio so PSOL, bem como a ex-ministra e líder da Rede, Marina Silva.

Ciro Gomes e o PDT devem anunciar o apoio formal ao candidato psolista no envento anunciado por Boulos.

Em nota divulgada pela assessoria, o PDT da capital diz estar reunido com França nesta terça-feira (17) para anunciar o posicionamento no segundo turno das eleições.

“Se não for possível um consenso, cada partido tomará a sua decisão. O PDT defende o apoio a Guilherme Boulos (PSOL)”, diz o comunicado.

Márcio França, candidato derrotado do PSB, se limitou a desejar sorte aos candidatos que foram para o segundo turno. 

Confira a nota do PSB e PDT:

Márcio França (PSB) e Antonio Neto (PDT) se reúnem neste momento no litoral de São Paulo para definir a posição dos partidos da coligação no segundo turno da eleição à Prefeitura de São Paulo. Se não for possível um consenso, cada partido tomará a sua decisão. O PDT defende o apoio a Guilherme Boulos (PSOL). Participam também do almoço Aldo Rebelo (Solidariedade), Anderson Pomini, coordenador da campanha de França, e representantes de outros partidos da coligação.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247