Gabinete do ódio vai lançar cinco candidatos de extrema direita na eleição municipal em São Paulo

Movimento Conservador, de ultradireita, do deputado estadual Douglas Garcia, lançará nomes em 25 cidades. Cinco deles serão em São Paulo

Douglas Garcia
Douglas Garcia (Foto: Alesp)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A chamada filial do gabinete do ódio do Palácio do Planalto, o escritório do deputado Douglas Garcia (PTB, ex-PSL) na Assembleia de São Paulo tem planos para se expandir em novembro com as eleições municipais. 

Cinco funcionários, incluindo o chefe de gabinete, vão disputar as eleições. Todos são visados pelo Ministério Pùblico em inquéritos sobre o uso da estrutura da Assembleia Legislativa para atacar adversários pelas redes sociais e para elaborar um dossiê contra supostos membros de grupo antifascista.

A informação é do Painel da Folha de S.Paulo, que ainda ressalta que três ex-assessores vão concorrer a vereador em Campinas, Sorocaba e Ribeirão Preto. Por seu turno, Rodrigo Ribeiro (PRTB) disputará a Prefeitura de Araraquara. E o ex-chefe do gabinete, Edson Salomão (PRTB), se lançou à Câmara de São Paulo. Ribeiro e Salomão também foram investigados no inquérito das fake news do STF.

Fundado em 2016 e com 2.200 membros, o grupo vai lançar 26 nomes a vereador em 25 cidades do interior de São Paulo. O deputado Douglas Garcia e seus assessores são membros do Movimento Conservador, de extrema direita e bolsonarista. 

Sonaira de Santana (Republicanos), também bolsonarista,  pediu exoneração do gabinete de Gil Diniz (PSL) para concorrer a vereadora na capital. Ela foi funcionária de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) na Câmara e também está envolvida em ataques a adversários políticos pelas redes sociais. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email