CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Sudeste

Garotinho defende que é preciso “remodelar” UPP´s

Apesar de crítico ao principal projeto na área de segurança do governador Sérgio Cabral (PMDB), deputado federal Anthony Garotinho (PR) não propõe acabar com as UPP´s (Unidade de Polícia Pacificadora), que vive uma crise e precisa de ajuda das Forças Armadas, mas diz que "o marketing do aviso-prévio a bandido precisa dar lugar a uma investida séria contra o tráfico de drogas"

Apesar de crítico ao principal projeto na área de segurança do governador Sérgio Cabral (PMDB), deputado federal Anthony Garotinho (PR) não propõe acabar com as UPP´s (Unidade de Polícia Pacificadora), que vive uma crise e precisa de ajuda das Forças Armadas, mas diz que "o marketing do aviso-prévio a bandido precisa dar lugar a uma investida séria contra o tráfico de drogas" (Foto: Gisele Federicce)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Rio 247 – Apesar de crítico ao principal projeto na área de segurança do governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), o ex-governador e deputado federal Anthony Garotinho (PR) não propõe acabar com as UPP´s (Unidade de Polícia Pacificadora), que vive uma crise e necessita de ajuda do governo federal, mas diz que "o marketing do aviso-prévio a bandido precisa dar lugar a uma investida séria contra o tráfico de drogas".

Pré-candidato ao governo do Rio nas eleições de outubro, Garotinho disse em entrevista ao programa "É Notícia", da Rede TV!, que, se eleito, fará uma remodelagem no programa. "Não há efetivo para controlar comunidades inteiras como o governo atual vem enganando a população. Na Rocinha, por exemplo, há 70 mil pessoas e 750 policiais. Em São Gonçalo, são um milhão de habitantes e um batalhão de polícia com 400 policiais. Como fazer então?", questionou o parlamentar.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A sugestão de Garotinho é "concentrar policiais na entrada da comunidade e no topo, quando for morro, e monitorar com câmeras e o mais importante: com projetos sociais para tirar a população e os mais jovens das mãos do tráfico". O deputado ressaltou que "a UPP de Cabral é um marketing". Segundo ele, o programa é uma ideia tirada de um de seus 60 programas de segurança, a partir do GPAE - o Grupamento de Policiamento em Áreas Especiais. Mas fracassou porque "um programa de segurança sem o social, com efetivo superdimensionado, que não prende bandido, não podia dar certo".

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO