Governo de SP retira quilombolas de grupo prioritário da vacinação contra o coronavírus

Comunidades quilombolas do estado de São Paulo foram excluídas da primeira etapa de vacinação contra o coronavírus, informou a secretaria da Saúde do estado de São Paulo

(Foto: Reprodução | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A secretaria da Saúde do estado de São Paulo afirmou que as mais de 50 comunidades reconhecidas como remanescentes de quilombos foram excluídas da primeira etapa de vacinação porque a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) não teria autorizado o uso emergencial da CoronaVac nesta população. A informação foi publicada pelo portal G1.

A população quilombola pertencia ao grupo prioritário máximo, ao lado de profissionais de saúde e indígenas.

A Anvisa negou a informação e disse não haver restrição deste tipo na autorização para o uso emergencial da CoronaVac concedida no último domingo (17).

Líderes quilombolas de São Paulo disseram ter sido pegos de surpresa quando ficaram sabendo da mudança no plano, nesta segunda (18), e que estão se organizando para recorrer ao Ministério Público (MP).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email