Governo do Rio paga primeira parcela do salário atrasado de dezembro

A Secretaria de Fazenda do estado do Rio depositou a primeira parcela do pagamento dos servidores públicos que não receberam os vencimentos integrais de dezembro de 2016; cada servidor deverá receber R$ 804; com o pagamento, o governo quitou 80,1% da folha líquida, que é de R$ 2,1 bilhões

Aprenda a atrair dinheiro
Aprenda a atrair dinheiro (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Flávia Villela - Repórter da Agência Brasil

A Secretaria de Fazenda do estado do Rio de Janeiro depositou nesta quinta-feira (26) a primeira parcela do pagamento dos servidores públicos que não receberam os vencimentos integrais de dezembro de 2016. Cada servidor deverá receber R$ 804. Com o pagamento, o governo quitou 80,1% da folha líquida, que é de R$ 2,1 bilhões.

O governo estadual pagou os salários integrais dos servidores ativos da educação com recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) no dia 13 deste mês. No dia 18, quitou os vencimentos dos servidores ativos, aposentados e pensionistas da segurança, os salários dos servidores ativos do Proderj (centro de tecnologia de informação do estado) e os vencimentos dos servidores ativos e aposentados da Secretaria de Fazenda e Planejamento e da Procuradoria-Geral do Estado.

Os próximos pagamentos de salários atrasados estão previstos para os dias 31 de janeiro, 2, 6 e 8 de fevereiro. Segundo o governo do estado, o calendário será cumprido se não houver bloqueios das contas estaduais. Os valores são aproximados porque dependem da arrecadação com tributos nos próximos dias.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email