Governo Pezão anuncia calote aos servidores

O governo de Luiz Fernando Pezão (PMDB) já avisa que 2017 será um ano de penúria financeira ainda maior para os servidores ativos e inativos do Estado do Rio de Janeiro; de acordo com o secretário da Fazenda, Gustavo Barbosa, na atual situação dos caixas do governo, é “muito pequena” a possibilidade de se cumprir o pagamento das 13 folhas salariais do ano; estimativa é pagar entre sete e oito meses aos funcionários

Servidores em protesto no Rio, Luiz Pezão
Servidores em protesto no Rio, Luiz Pezão (Foto: Giuliana Miranda)

Rio 247 - O governo de Luiz Fernando Pezão (PMDB) já avisa que 2017 será um ano de penúria financeira ainda maior para os servidores ativos e inativos do Estado do Rio de Janeiro. De acordo com o secretário da Fazenda, Gustavo Barbosa, na atual situação dos caixas do governo, é “muito pequena” a possibilidade de se cumprir o pagamento das 13 folhas salariais do ano.

As informações são do G1.

“Se nada for feito [para equilibrar as contas], a possibilidade dos 13 salários serem pagos no ano que vem é muito pequena. Na situação atual, nossas estimativas são de honrar de 7 a 8 folhas”, disse Barbosa em entrevista ao G1.

Ao ser questionado quando o governo irá pagar o 13º salário de 2016, Gustavo Barbosa foi evasivo. “A gente está buscando, ainda, pagar a folha de novembro. Sobre o 13º não tenho como afirmar nada ainda”, disse.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247