Graça Foster mostra estilo próprio na Petrobras

Depois de prometer que gasolina no ter aumento na bomba, nova chefe da estatal j mostra seu estilo na empresa; ela gosta de circular pelas instalaes da estatal, trocar impresses com petroleiros e acaba de abrir 11 mil vagas em concursos de formao e qualificao de mo de obra

No cargo há 23 dias, a presidente da Petrobras, Maria das Graças Silva Foster, começa a cumprir o que disse em seu discurso de posse, no último dia 13 de fevereiro.

A engenheira anunciou prioridade para a formação e qualificação profissionais do setor, arrancou da Agência Nacional de Petróleo (ANP) autorização de investimentos, negou com firmeza aumento no preço da gasolina e do diesel; e cobrou pessoalmente os prazos de entrega de fornecedores, que já estão muito atrasados.

Na empresa desde 1978, como estagiária no Centro de Pesquisas, ela mudou organograma e trouxe para subordinação direta da presidência área que acompanha o Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural (Prominp). Trouxe a responsabilidade para as mãos de Paulo Alonso, nome da sua confiança, oriundo da área Petróleo e Gás, que comandou. Ele recebeu ocargo de assessor da presidência para conteúdo local e Prominp.

Graça afirmou ainda que quer acompanhar de perto a qualificação profissional do país para o setor. Neste mesmo sentido lançou o 6º. Ciclo de Qualificação do Prominp, com investimentos de R$ 45 milhões para formar 11.671 profissionais de níveis básico, médio/técnico e superior. Os profissionais receberão bolsa de R$ 300, R$ 600 e R$ 900, respectivamente. Desde que foi criado, o programa formou mais de 80 mil pessoas, sendo 67% aproveitadas por fornecedores da Petrobras.

A presidente conseguiu também, junto a ANP, autorização para investir R$ 320,9 milhões em bolsas de intercâmbio no exterior, dentro do programa Ciência Sem Fronteiras, do governo federal. O valor das bolsas varia de US$ 870 a US$ 2.300 por mês.

Em seu discurso de posse no cargo, deu ênfase às ações de conteúdo local como diretriz de sua gestão.

Para cumprir o que disse sobre continuidade na administração da 8ª. maior empresa global por valor de mercado, ontem negou aumento nos preços da gasolina e do diesel, a curto prazo. O principal argumento foi novo recorde do Brasil na produção de petróleo, em janeiro. País atingiu 2,231 milhões de barris por dia, segundo a ANP. A Petrobras contribuiu com 2,018 milhões de barris diários para esse recorde.

O principal diferencial para os novos números foi aumento na produção da plataforma P-56 da Petrobras, instalada na Bacia de Campos. O recorde anterior foi em dezembro, de 2,2 milhões.

O que não estava explícito em seu discurso do dia 13, era sair a campo para cobrar prazos de fornecedores e visitar, pessoalmente, obras da empresa em andamento.

Ela já visitou as obras do Estaleiro Atlântico Sul, em Pernambuco, atrasado em 18 meses, para entrega de navio. Iniciou ontem reuniões que vão garantir a entrega, no prazo, de sondas de perfuração já encomendadas.

E, pelo visto, outras mudanças ainda virão. Ao dirigir-se à presidente Dilma, na posse, mencionou como outra diretriz o avanço na produção do pré-sal , com construção de refinarias, e aumento da participação na produção de etanol .“Também vamos fortalecer relações com parceiros na América Latina e na África, sem descuidar do relacionamento com os parceiros em outros 27 países”, afirmou ao discursar no Planalto.

 

SERVIÇO -

As inscrições para o 6º. Ciclo de Qualificação do Prominp podem ser feitas no site www.prominp.com.br de amanhã a 12 de abril.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247