Homem vai preso em MG após fazer ataques racistas contra GCM

De acordo com a Guarda Civil de Contagem, um oficial orientava pessoas em fila de uma agência bancária e explicava sobre os riscos da aglomeração quando o suspeito se recusou a obedecer e começou a atacar o guarda

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um guarda municipal de Contagem, na região de Grande Belo Horizonte, em Minas Gerais, foi alvo de discriminação racista por um homem que se recusava a obedecer as orientações do oficial, que pedia para todos colocarem máscaras e manter o distanciamento social. A informações é do BHAZ.

De acordo com a Guarda Civil, o oficial orientava pessoas em fila de uma agência bancária e explicava sobre os riscos da aglomeração em uma fila, sobre a importância do uso de máscaras em lugares públicos e o distanciamento previsto por decreto municipal de enfrentamento à Covid-19.

Foi quando um homem começou a dirigir uma série de palavras contra o guarda, dizendo que descumpriria as orientações e que o agente de não deveria estar ali, por fazer o que não era serviço dele.

Apesar dos pedidos dos populares para que o homem respeitasse o guarda, ele se aproximou do oficial e continuou com as ofensas, e em um momento fez um gesto que mostrava a cor da pele dele diferente da do guarda, que é negro.

O homem recebeu voz de prisão, sendo conduzido para a 6ª Delegacia de Polícia Civil da cidade. Ele poderá responder por injúria racial, que segundo o artigo 140 do Código Penal, tem como pena de um a seis meses de reclusão ou pagamento de multa.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247