Ibope em São Paulo mostra Covas com 26%, Russomanno 20% e Boulos 13%

Levantamento divulgado na noite desta sexta-fira (30) mostra crescimento de 4 pontos de Bruno Covas, queda de 5 pontos de Celso Russomanno e crescimento de 3 pontos de Guilherme Boulos. Candidato do PT, Jilmar Tatto aparece com 6%

(Foto: Divulgação | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Pesquisa Ibope para a prefeitura de São Paulo, divulgada na noite desta sexta-feira (30), mostra que o candidato Bruno Covas (PSDB) aparece em primeiro, com 26%. Celso Russomann (Republicanos) vem em segundo, com 20% e Guilherme Boulos (PSOL) aparece em terceiro, com 13%. O candidato Márcio França (PSB) aparece com 11% e Jilmar Tatto com 6%. 

Em relação ao levantamento feito pelo Ibope no dia 15 de outubro, a evolução dos candidatos é a seguinte:

Covas foi de 22% para 26%;

Russomanno foi de 25% para 20%;

Boulos foi de 10% para 13%;

França foi de 7% para 11%;

Jilmar Tatto foi de 4% para 6%;

Arthur do Val foi de 2% para 3%;

Joice Hasselmann foi de 1% para 2%;

Andrea Matarazzo se manteve com 1%;

Levy Fidelix se manteve com 1%;

Orlando Silva se manteve com 1%;

Filipe Sabará [desistiu da candidatura]* se manteve com 1%;

Vera Lúcia foi de 1% para 0%;

Marina Helou foi de 1% para 0%;

Antônio Carlos se manteve com 0%;

Os brancos e nulos foram de 17% para 10%;

Os indecisos foram de 7% para 5%.

Na modalidade espontânea, quando o eleitor diz em quem vai votar sem ter os nomes dos candidatos apresentados. Covas lidera com 15%, seguido por Boulos, com 9% e Russomanno com 8%. Márcio França tem 5%, Jilmar Tatto, 3%, mesmo percentual de Arthur do Val, e Joice Hasselmann aparece com 1%. Os demias candidatos não ponturam.

O Ibope ouviu 1.204 eleitores da cidade de São Paulo, entre os dias 28 e 30 de outubro. A margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal O Estado de S. Paulo. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247