Indígenas são expulsos de área de mata nativa em SP

Guaranis ocupam espaço desde 30 de janeiro e replantaram 800 mudas depois que Construtora Tenda, dona do terreno, derrubou da mata nativa. Ela nega irregularidades e diz que pretende construir 11 torres com 880 apartamentos no local.

www.brasil247.com - Guaranis resistem a reintegração de posse no Jaraguá, zona norte de SP
Guaranis resistem a reintegração de posse no Jaraguá, zona norte de SP (Foto: Jornalistas Livres)


247 - A Polícia Militar acompanha, na manhã desta terça-feira (10), a reintegração de posse de área próxima à comunidade guarani Jaraguá, na Zona Norte de São Paulo. Os Indígenas da etnia Guarani Mbya ocupam o terreno desde último dia 30 de janeiro. A informação é do Portal G1. 

A construtora Tenda pretende construir 11 torres com 880 unidades de apartamentos no local. Os indígenas querem que a área seja destinada a criação de um parque ecológico e um Memorial da Cultura Guarani e ocuparam o espaço para para impedir a derrubada de árvores da mata nativa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os vereadores Eduardo Suplicy (PT) e Gilberto Natalini (PV) também acompanham a reintegração. “A nossa cidade não pode mais derrubar nenhuma árvore, precisa preservar a Mata. É questão de sobrevivência. Tem muita área em São Paulo apropriada para construção, não precisa ser em áreas de Mata, muito menos de manancial. Eu responsabilizo a Prefeitura pela omissão em todo o processo”, afirmou o vereador Gilberto Natalini (PV) à reportagem. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email