Justiça bloqueia R$ 29 milhões em bens de Doria em ação por improbidade

A ação, iniciada em novembro de 2018 pelo Ministério Público de São Paulo, acusa o governador de São Paulo, João Doria, de ter feito autopromoção com propaganda do programa Asfalto Novo, quando era refeito da cidade. Defesa do governador diz que não concorda com bloqueio

Coletiva do Governo de SP e Área da Saúde. 29 de julho de 2020
Coletiva do Governo de SP e Área da Saúde. 29 de julho de 2020 (Foto: GOVSP)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 -  A 14ª Vara de Fazenda Pública da capital determinou nesta segunda-feira (19) o bloqueio de R$ 29,4 milhões em bens do governador João Doria (PSDB) em processo no qual ele é réu sob a suspeita de improbidade administrativa na época em que era prefeito de São Paulo. A informação é do jornal Folha de S.Paulo. 

Segundo a reportagem, a ação, iniciada em novembro de 2018 pelo MP-SP (Ministério Público de São Paulo), acusa Doria de ter feito autopromoção com propaganda do programa Asfalto Novo e causado prejuízo de R$ 29,4 milhões aos cofres públicos. Na época em que o processo foi aberto, ele tinha acabado de ser eleito governador.

Defesa

PUBLICIDADE

Em nota, os advogados que defendem Doria afirmam que não concordam com a indisponibilidade de bens e que irão recorrer da decisão. 

Veja a nota divulgada pelos advogados de Doria, publicada no portal G1. 

PUBLICIDADE

"A ação civil pública citada encontrava-se sem movimento desde julho de 2019 e, curiosamente às vésperas das eleições municipais, foi retomada com a apreciação da liminar requerida pelo MP. A defesa de João Doria não concorda com os motivos e fundamentos invocados pelo magistrado para decretar a indisponibilidade dos seus bens, especialmente porque Doria jamais dilapidaria o seu patrimônio para evadir-se das suas responsabilidades. A defesa recorrerá ainda esta semana ao Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo para reverter a decisão que tem caráter liminar."

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email