Kataguiri diz que na esquerda tem "gente bem-intencionada" e que MBL errou ao não criticar Bolsonaro

O deputado Kim Kataguiri (DEM-SP), um dos líderes do MBL, que apoiou o golpe contra Dilma, afirma que “o principal erro do MBL foi ter misturado as pessoas de esquerda que tinham contato com o poder, haviam cometido crime e estavam mal-intencionadas com quem simplesmente era de esquerda e discordava da gente”. Também disse que "falta de condução política" em Bolsonaro

(Foto: MJS\ Câmara dos Deputados)

247 - O deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP), de 23 anos, um dos líderes do MBL (Movimento Brasil Livre), que apoiou o golpe contra Dilma Rousseff, agora afirma que “o principal erro do MBL foi ter misturado as pessoas de esquerda que tinham contato com o poder, haviam cometido crime e estavam mal-intencionadas com quem simplesmente era de esquerda e discordava da gente”. 

Em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo, o parlamentar também diz que o moivmento errou em "não criticar o Bolsonro antes" e explicou por que o Congresso Nacional assumiu protagonismo na condução política do governo.

"A razão pela qual isso acontece é negativa. É a falta de condução política do presidente. É a falta de tato do presidente com o Parlamento, com a imprensa, na comunicação em geral. Ele só joga para a militância mais radical que o apoia", criticou. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247