Laudo aponta que tiro de fuzil atingiu a menina Ágatha

O documento apresentado pela política feito pelo Instituto Médico Legal (IML) apontou que Ágatha Félix, de 8 anos, tinha uma perfuração nas costas de um projétil "adequado a arma de fogo tipo fuzil" e teve como causa da morte "lacerações no fígado, rim direito e vasos do abdômen"

Ágatha Félix
Ágatha Félix (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Laudo apresentado nesta quarta-feira (25) pela Delegacia de Homicídios, que investiga o caso da morte da menina Ágatha Félix, de 8 anos, concluiu que o projétil "é adequado a arma de fogo tipo fuzil".

O laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontou que Ágatha tinha uma perfuração nas costas e teve como causa da morte "lacerações no fígado, rim direito e vasos do abdômen".

O exame de balística, no entanto, foi inconclusivo na identificação de que arma partiu o disparo.

A Polícia Civil já ouviu 20 testemunhas, incluindo os pais e dois tios da menina, 11 policiais militares, o motorista e o dono na Kombi que transportava a menina, além de outras três pessoas.

Ao todo, sete armas foram apreendidas com os policiais e foram ou serão encaminhadas à perícia. Nos depoimentos, eles alegam que somente três delas efetuaram disparos. A reconstituição do crime deve acontecer na próxima terça-feira, dia 1º de outubro.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email