Líder comunitário é assassinado na Rocinha

Vanderlan Barros de Oliveira, o Feijo, foi morto por tiros nas costas, na tarde desta segunda-feira, em frente Associao de Moradores do Barcelos; ele caiu a poucos metros do prdio da entidade; em 2010, o Ministrio Pblico fez denncia contra ele e mais 18 da quadrilha do traficante Nem



Rio_247 - O líder comunitário Vanderlan Barros de Oliveira, mais conhecido como Feijão, foi assassinado na tarde desta segunda-feira (26), em frente à Associação de Moradores do bairro Barcelos, na comunidade da Rocinha, em São Conrado, Zona Sul da cidade. O delegado Rivaldo Barbosa, titular da Divisão de Homicídios (DH), confirmou a morte do presidente da entidade.

As primeiras informações dão conta que a vítima teria sido atingida na rua a poucos metros da associação do Bairro Barcelos. Até o fim da tarde, não havia há informações sobre as circunstâncias da morte do líder comunitário. O delegado seguiu para o local para aguardar perícia.

O líder comunitário foi preso, em novembro de 2011, mas acabou liberado. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (Seseg), contra ele havia um mandado de prisão expedido por associação ao tráfico de drogas. No entanto, o mandado já havia sido revogado em abril de 2011.

Em 2010, o Ministério Público denunciou Antônio Francisco Bonfim Lopes, conhecido como Nem, e mais 18 integrantes, sendo um deles Vanderlan. De acordo com a denúncia, ele era o tesoureiro do tráfico.

Ele responde processo por lavagem de dinheiro e associação ao tráfico de drogas.

 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247