Lindbergh é reconduzido líder da Bancada do PT no Senado

“Vamos manter a postura de enfrentamento ao golpe, denunciando as ações do atual governo para prejudicar a população mais pobre com a retirada de direitos e entrega da riqueza nacional ao capital externo”, afirmou o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), reconduzido à liderança do partido na Casa pela bancada petista; o parlamentar eleito líder da bancada pela primeira vez em junho de 2017, deverá permanecer até janeiro de 2019

“Vamos manter a postura de enfrentamento ao golpe, denunciando as ações do atual governo para prejudicar a população mais pobre com a retirada de direitos e entrega da riqueza nacional ao capital externo”, afirmou o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), reconduzido à liderança do partido na Casa pela bancada petista; o parlamentar eleito líder da bancada pela primeira vez em junho de 2017, deverá permanecer até janeiro de 2019
“Vamos manter a postura de enfrentamento ao golpe, denunciando as ações do atual governo para prejudicar a população mais pobre com a retirada de direitos e entrega da riqueza nacional ao capital externo”, afirmou o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), reconduzido à liderança do partido na Casa pela bancada petista; o parlamentar eleito líder da bancada pela primeira vez em junho de 2017, deverá permanecer até janeiro de 2019 (Foto: Leonardo Lucena)

Rio 247 - A bancada do PT no Senado reconduziu nesta quarta-feira (7) o senador Lindbergh Farias (RJ) ao cargo de líder do partido na Casa. Assim, o parlamentar eleito líder da bancada pela primeira vez em junho de 2017, deverá permanecer até janeiro de 2019. “Decidimos de forma unânime pela recondução”, disse Humberto Costa (PT-PE), líder da Oposição no Senado, em plenário.

Segundo o congressista do PT-RJ, a ideia é manter a postura combativa frente ao atual projeto governista de desconstrução do legado do PT e do Estado de bem-estar social conquistado na Constituição de 88, com a defesa do ex-presidente Lula e a reconstrução do País com recuperação da economia e garantia de empregos.

“Vamos manter a postura de enfrentamento ao golpe, denunciando as ações do atual governo para prejudicar a população mais pobre com a retirada de direitos e entrega da riqueza nacional ao capital externo”.

No dia 3 de outubro de 2010, Lindbergh Farias foi eleito senador pelo Rio de Janeiro, ficando em 1° lugar. No Senado Federal, destacou-se na luta contra o impeachment da presidente Dilma, a reforma trabalhista e da previdência social. Também foi relator da CPI do Assassinato de Negros e liderou os debates sobre as regras de partilha dos royalties do petróleo – motivo pelo qual escreveu o livro “Royalties do Petróleo: As Regras do Jogo”, publicado em 2011 pela editora Agir.

No Senado, além de ocupar o cargo de líder da bancada, foi presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) e líder da Oposição.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247