Lindbergh: Homens e mulheres têm que ter salários iguais

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) apresentou um projeto de lei para acabar com a disparidade salarial entre homens e mulheres, inspirado numa iniciativa da Islândia; "No Brasil, uma mulher recebe 73% do salário de um homem para exercer a mesma função"; "Mais grave ainda: uma mulher negra recebe 40% do salário de um homem branco para a mesma ocupação", acrescentou Lindbergh; o projeto prevê uma multa para a empresa que continuar mantendo disparidade salarial entre funcionários com a mesma ocupação

Comissão Especial do Impeachment 2016 (CEI2016) realiza reunião para leitura do relatório. Em pronunciamento, senador Lindbergh Farias (PT-RJ). Foto: Geraldo Magela/Agência Senado
Comissão Especial do Impeachment 2016 (CEI2016) realiza reunião para leitura do relatório. Em pronunciamento, senador Lindbergh Farias (PT-RJ). Foto: Geraldo Magela/Agência Senado (Foto: Charles Nisz)

Rio 247 - O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) apresentou um projeto de lei para acabar com a disparidade salarial entre homens e mulheres. O PL 33/2018 foi inspirado numa iniciativa da Islândia. "Aqui no Brasil, uma mulher recebe 73% do salário de um homem para exercer a mesma função e isso é inaceitável", diz o senador fluminense.

"Mais grave ainda: uma mulher negra recebe 40% do salário de um homem branco para a mesma ocupação", acrescenta Lindbergh. O senador diz que irá lutar para que o projeto seja aprovado, pois isso traria uma transformação social muito grande. "O projeto prevê uma multa pesada para a empresa que continuar mantendo disparidade salarial entre funcionários com a mesma ocupação".

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247