Mais um corpo de vítima da tragédia de Brumadinho é identificado pela Polícia Civil

A operação de resgatede vítimas do rompimento da barragem de Burmadinho (MG) dura mais de 300 dias desde a catástrofe. Ao todo, 257 vítimas foram identificadas e 13 estão desaparecidas

(Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Polícia Civil identificou na noite dessa segunda-feira (2) mais uma vítima do rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão, que aconteceu em 25 de janeiro no municipio de Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Max Elias de Medeiros, de 37 anos, era funcionário da mineradora Vale. 

A operação de resgate dura mais de 300 dias desde a catástrofe. Ao todo, 257 vítimas foram identificadas e 13 estão desaparecidas. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247