Manifestantes entram em conflito com a Guarda Municipal

Moradores retirados do prédio da Oi na última sexta-feira, no Engenho Novo, estenderam hoje uma grande bandeira preta na Avenida Presidente Vargas e interditaram o trânsito em direção à Candelária, quando homens da Guarda Municipal munidos de cassetes e escudos intervieram e foram recebidos a pedradas e garrafas de água pelos manifestantes

Moradores retirados do prédio da Oi na última sexta-feira, no Engenho Novo, estenderam hoje uma grande bandeira preta na Avenida Presidente Vargas e interditaram o trânsito em direção à Candelária, quando homens da Guarda Municipal munidos de cassetes e escudos intervieram e foram recebidos a pedradas e garrafas de água pelos manifestantes
Moradores retirados do prédio da Oi na última sexta-feira, no Engenho Novo, estenderam hoje uma grande bandeira preta na Avenida Presidente Vargas e interditaram o trânsito em direção à Candelária, quando homens da Guarda Municipal munidos de cassetes e escudos intervieram e foram recebidos a pedradas e garrafas de água pelos manifestantes (Foto: Gisele Federicce)

Vinícius Lisboa - Repórter da Agência Brasil

Centenas de manifestantes retirados do prédio da Oi na última sexta-feira (11), no Engenho Novo, onde acamparam nesse mesmo dia à tarde, em frente ao prédio da prefeitura, na Cidade Nova, entraram em confronto há pouco com a Guarda Municipal do Rio, quando ocuparam por alguns minutos uma das pistas da Avenida Presidente Vargas.

Os manifestantes estenderam uma grande bandeira preta na pista e interditaram o trânsito em direção à Candelária, quando homens da Guarda Municipal munidos de cassetes e escudos intervieram e foram recebidos a pedradas e garrafas de água pelos manifestantes. Os guardas usaram cassetetes e houve muita confusão e correria, apesar dos organizadores pedirem a todo momento, do alto de carros de som, para que não houvesse reação, porque haviam muitas crianças e idosos presentes.

Para liberar a pista, os guardas municipais usaram bombas de gás lacrimogêneo e cassetetes para dispersar a multidão. Depois do enfrentamento os manifestantes recuaram para a frente do Centro Administrativo da prefeitura, na Cidade Nova, onde permanecem acampados, reivindicando moradia.

Os guardas municipais fizeram uma barreira humana para impedir que a Avenida Presidente Vargas fosse novamente fechada, mas como a situação acalmou, eles desfizeram o cordão de isolamento.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247