Marco Aurélio Mello solta traficante do PCC e Doria protesta

"O ato foi um desrespeito ao trabalho da polícia de SP e uma condescendência inaceitável com criminosos", escreveu o governador João Doria sobre a decisão que libertou André Oliveira Macedo, conhecido como André do Rap

Coletiva de imprensa do Governo com a saúde para anúncio de novas medidas. 26 de agosto de 2020
Coletiva de imprensa do Governo com a saúde para anúncio de novas medidas. 26 de agosto de 2020 (Foto: Governo de São Paulo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governador de São Paulo, João Doria, protestou neste sábado (10) contra a decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF) que determinou nesta sexta-feira (9) que André Oliveira Macedo, conhecido como André do Rap, seja colocado em liberade. Ele é considerado pela Justiça como um dos principais traficantes do PCC em São Paulo.

Pelo Twitter, Doria se disse perplexo com a decisão e chamou-a de condescente com o crime. "Causa perplexidade a decisão do ministro do STF Marco Aurélio Mello, que determinou a libertação do traficante André Macedo, chefe do PCC condenado a 27 anos de prisão. O ato foi um desrespeito ao trabalho da polícia de SP e uma condescendência inaceitável com criminosos", escreveu Doria. 

André do Rap foi preso em setembro de 2019, quando foi achado em uma mansão em Angra dos Reis, Rio de Janeiro. Segundo Marco Aurélio, André cumpre prisão sem sentença condenatória definitiva, excedendo o prazo permitido pela legislação.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247