Mercadante elogia conduta de Paes sobre indexador

Ministro Aloizio Mercadante (Casa Civil) considerou que a judicialização, como fez o prefeito do Rio, Eduardo Paes, é um caminho natural em casos de litígio; ele se referiu à pressão dos governos estaduais e municipais para que o governo Dilma mude o indexador das dívidas com a União; a medida, sancionada em novembro passada, ainda não entrou em vigor; Mercadante elogiou a parceria com Paes, chamando-o de "aliado", em projetos estruturais, e afirmou acreditar que União e a prefeitura do Rio vão se entender; "Com a qualidade da parceria vamos superar esse conflito rapidamente e com amplo entendimento"

Ministro Aloizio Mercadante (Casa Civil) considerou que a judicialização, como fez o prefeito do Rio, Eduardo Paes, é um caminho natural em casos de litígio; ele se referiu à pressão dos governos estaduais e municipais para que o governo Dilma mude o indexador das dívidas com a União; a medida, sancionada em novembro passada, ainda não entrou em vigor; Mercadante elogiou a parceria com Paes, chamando-o de "aliado", em projetos estruturais, e afirmou acreditar que União e a prefeitura do Rio vão se entender; "Com a qualidade da parceria vamos superar esse conflito rapidamente e com amplo entendimento"
Ministro Aloizio Mercadante (Casa Civil) considerou que a judicialização, como fez o prefeito do Rio, Eduardo Paes, é um caminho natural em casos de litígio; ele se referiu à pressão dos governos estaduais e municipais para que o governo Dilma mude o indexador das dívidas com a União; a medida, sancionada em novembro passada, ainda não entrou em vigor; Mercadante elogiou a parceria com Paes, chamando-o de "aliado", em projetos estruturais, e afirmou acreditar que União e a prefeitura do Rio vão se entender; "Com a qualidade da parceria vamos superar esse conflito rapidamente e com amplo entendimento" (Foto: Leonardo Lucena)

Rio 247 – O ministro Aloizio Mercadante (Casa Civil) considerou que a judicialização, como fez o prefeito do Rio, Eduardo Paes, é um caminho natural em casos de litígio. Ele se referiu à pressão dos governos estaduais e municipais para que o governo Dilma Rousseff mude o indexador das dívidas com a União. A medida, sancionada em novembro passada, ainda não entrou em vigor.

Mercadante elogiou a parceria com Paes, chamando-o de "aliado", em projetos estruturais, e afirmou acreditar que União e a prefeitura do Rio vão se entender.

"Com a qualidade da parceria vamos superar esse conflito rapidamente e com amplo entendimento. Levy tem responsabilidade de pensar o país, de garantir superavit ", disse o ministro, segundo o Globo.

O Palácio do Planalto transferiu para o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, as negociações com governadores e prefeitos. O governo federal cogita mudar os acordos em razão do ajuste fiscal definido pela equipe econômica de Levy.

Segundo Mercadante, que não há um prazo para a regra ser aplicada nos contratos e que dependerá de "negociação e regulamentação pelo Ministério da Fazenda". "(Esse tema) compete ao ministro Levy, com as negociações que está fazendo para chegar a um entendimento. Sempre que há algum tipo de litígio, a Justiça é caminho, nem sempre é o melhor, mas é legítimo, legal e constitucional", disse Mercadante.c

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247