Metrô do Rio vende 'nome de estação' para a Coca-Cola

O metrô do Rio vendeu os direitos de uso do nome de uma de suas estações para a gigante Coca-Cola. A estação Botafogo passou a se chamar Botafogo/Coca-Cola desde o início de 2021

(Foto: Divulgação/Metrô Rio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Sputnik - O metrô do Rio de Janeiro vendeu os direitos de uso do nome de uma de suas estações para a gigante Coca-Cola, que passará a ter a marca estampada no local.

A estação Botafogo passou a se chamar Botafogo/Coca-Cola desde o início de 2021, uma mudança que gerou muitos comentários entre os usuários na Internet.

Conforme publicou o portal G1, os valores da negociação ainda não foram divulgados e não há previsão de que operações semelhantes ocorram em outras estações da malha metroviária da cidade.

A sede da Coca-Cola Brasil fica na Praia de Botafogo, vizinha à estação. O bairro de Botafogo é um dos mais conhecidos da capital fluminense. Ainda segundo o G1, a empresa tem o objetivo de se aproximar ainda mais das pessoas com a aquisição dos direitos de uso de nome da estação, enquanto o metrô afirma que "está sempre em busca de parcerias e inovações" para melhoria dos serviços.

A rede metroviária do Rio de Janeiro é operada por uma concessionária privada. Em 2020, com as restrições sociais impostas pela pandemia da COVID-19, houve uma drástica redução da circulação de passageiros, o que acarretou fortes prejuízos à operadora. A queda na circulação no metrô carioca chegou a 80% no início da pandemia desencadeando a crise financeira também no setor, conforme o portal.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email