MP diz que Carlos Bolsonaro teria funcionários fantasmas desde o 1º mandato

As investigações apontam que há indícios de contratação de funcionários fantasmas desde 2001, primeiro ano de mandato do vereador e filho de Jair Bolsonaro, Carlos Bolsonaro

Carlos Bolsonaro curte ataque de Olavo a Mourão nas redes sociais
Carlos Bolsonaro curte ataque de Olavo a Mourão nas redes sociais (Foto: Reprodução/Rede Social)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Investigações do Ministério Público do Rio de Janeiro apontam que o gabinete do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos) teria contratado funcionários fantasmas na Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro. A informação é da GloboNews.

Ainda de acordo com o MP, as investigações indicam que tal prática existe desde 2001, primeiro ano de mandato do vereador e filho de Jair Bolsonaro.

No relatório, o MPRJ afirma ainda que “há indícios, ao menos em tese, do crime de peculato na contratação de servidores de Carlos Bolsonaro”. A Subprocuradoria-Geral de Justiça aceitou o pedido dos promotores e decidiu abrir um procedimento investigatório criminal.

Entre os investigados, há funcionários que não apareciam na Câmara em meses. Alguns deles nem sequer tinham crachá de servidor. Outros estudavam ou tinham outro emprego enquanto estavam nomeados no gabinete do vereador.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247